360

23 agosto, 2012

“360” | Direção Fernando Meirelles

Nunca o mundo todo pareceu tão acessivel a todos como hoje em dia. Aviões cruzam os céus e aproximam pessoas e lugares, antes inatingíveis. Mas, do mesmo modo, há um lado caótico e impessoal nessa proximidade de estranhos, que deixa lacunas na comunicação.

Fernando Meirelles, gosta de movimentar sua câmara e andar atrás de seus personagens. Em “360”, adaptação da peça de teatro “La Ronde”do austriaco Arthur Schnitzler (1862-1931) pelo roteirista britânico Peter Morgan, o mundo dá voltas e os personagens se conectam, viajando por Viena, Paris, Londres, Bratislava, Denver e Phoenix.

“- São nove histórias e a gente fica com a impressão de que não pôde desenvolvê-las como gostaria”, diz Meirelles.

Mas esse é o charme do filme que segue os personagens durante um certo trecho do caminho e logo tem que abandoná-los para seguir outros. Há uma pressa contemporânea que marca os relacionamentos entre os seres humanos e os torna fragmentados.

Na história entram na roda uma prostituta eslovaca (Lucia Siposová) e sua irmã Anna (Gabriela Marcikova), um empresário inglês (Jude Law) casado com Rose (Rachel Weisz) que tem um caso com um fotógrafo brasileiro (Juliano Cazarré) que vive com a namorada ( Maria Flor, atriz muito expressiva) em Londres, que decide voltar para o Brasil e conhece no voo o britânico John ( Anthony Hopkins), ex-alcoólatra que procura a filha desaparecida nos Estados Unidos e também Tyler (Ben Foster), criminoso em liberdade condicional. Enquanto isso, em Paris, uma russa mal casada (Katrina Vasilieva) com um chefe do crime se apaixona por outro, enquanto o marido se vê envolvido com a irmã da prostituta eslovaca do início do filme. Giro de 360 graus.

Lá pelas tantas, um dos personagens diz ao outro: “- Cheguei em uma bifurcação. Estamos em caminhos separados agora. Onde irão nossos caminhos?”

Essa é a pergunta que todos nós nos fazemos, um dia ou outro. Por isso nos identificamos com esses personagens que buscam a ligação com outros parceiros mas também se separam porque a vida continua e novas experiências os aguardam.

O filme de Fernando Meirelles é visualmente bonito, os atores brasileiros estão ótimos, falando um excelente inglês com charmoso sotaque e Anthony Hopkins é um “monstro”em sua atuação sempre excepcional.

Se algo parece rigido na história de “360” é, talvez, porque o mundo é redondo e, girando nesse angulo proposto, voltamos sempre ao mesmo lugar e ao mesmo ser humano, sempre igual em suas incertezas, buscas e confusões em seus amores e paixões, aonde quer que estejam.

Assista ao trailer:

http://www.youtube.com/watch?v=yme4xQOB7aA

E aí meninas, alguém já assistiu?

Tags: , , , ,
G.Plus Facebook

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 Comentário:360

  1. Ana Bordim

    Só o elenco já me deixou com vontade de assistir!
    Obrigada pela dica, Bru!

  2. Fabricia Generozo

    interessante esse filme hein!? a história deve pegar do inicio ao fim…gostei da dica!!! bj

    • Bru Pacífico

      Oi Fabricia,
      Tenho certeza que você vai gostar muito!
      Adorei o filme!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  3. Fernanda

    Com certeza vou assistir!
    Beijos Fe.

    Para dicas e novidades entre no meu blog: http://www.fesparkle.blogspot.com

    • Bru Pacífico

      Assiti ontem e adorei! Tenho certeza que vai gostar Fe!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  4. Jéssica Monteiro Brito

    Vi o filme e gostei muito, a trilha sonora é maravilhosa, os personagens são bem reais, o autor conseguiu retratar bem o que acontece com os casais, e o dia – a – dia com encontros e desencontros.

    Beijos

    • Bru Pacífico

      Também gostei muito Jéssica! Sem falar na atuação nos nossos atores brasileiros, adorei!!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  5. Leila Viana

    Sim!! Achei o filme ótimo, fala realmente das nossas incertezas e em como todas nossas decisões afetam nossas vidas.
    Saí do cinema refletindo sobre o filme, a vida. Gosto assim!! 😉

    Beijo

    • Bru Pacífico

      Assisti ontem e adorei também! Concordo com você Leila, gosto de filmes que nos fazem refletir!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

• Assuntos Relacionados •