Para quem estiver passeando pela cidade luz, vale a pena conhecer a Maison Européene de la Photo. Trata-se de um hôtel particulier (prédio tombado pelo patrimônio histórico) da prefeitura de Paris, que tem como objetivo a conservação e difusão da fotografia contemporânea.

Atualmente uma das exposições em cartaz, o Elogio da Vertigem, é um recorte da coleção de fotografias do Itaú Cultural (São Paulo, Brasil). Sob a tutela do curador Eder Chiodetto – personalidade bastante influente em teoria da fotografia -, a exposição faz um panorama dos últimos 60 anos da fotografia experimental brasileira.

O Deus da Cara, 1995/2001 | Mario Cravo Neto

O olhar do curador nos leva a entender um pouco do que se produziu em mais de meio século nesse país tão miscigenado e que passou por fases tão distintas e marcadas em seu cenário político, histórico e cultural. Vale ressaltar o período modernista, a fotografia documental durante a ditadura militar e a fotografia conceitual a partir dos anos 90.

A abordagem escolhida tem como interesse mostrar a capacidade desse país de absorver  todas as influencias trazidas do resto do mundo e aplicar no seu processo criativo, de maneira única e expressiva.

Sem título, 2008 | Chris Bierrenbach

Dentre as 88 obras de 42 artistas, estão presentes trabalhos de Claudia Andujar, Rafael Assef, Geraldo de Barros, Cris Bierrenbach, João Castilho, Mario Cravo Neto, Claudio Edinger, German Lorca , Marepe, Vik Muniz, Rosângela Rennó, Miguel Rio Branco, José Yalenti entre outros.

Maison Européene de la Photographie (http://www.mep-fr.org/default.htm)

5/7 rue de Fourcy – 75004 Paris

Téléphone: (33) 1 44 78 75 00

Fax: (33) 1 44 78 75 15

Tags: , , , ,
G.Plus Facebook

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Assuntos Relacionados •