É no complexo período da história portuguesa, início do século XX e últimos anos da Monarquia, que Miguel Sousa Tavares narra maravilhosamente a trajetória do português e empresário lisboeta Luis Bernardo Valença.

Em pleno início do século que prometia grandes invenções e evolução social,  Portugal era alvo de acusações a respeito de manter o trabalho forçado em suas colônias. Após escrever um artigo criticando a situação, Luis Bernardo é convidado pelo rei D. Carlos a governar as pequenas e remotas ilhas de São Tomé e Príncipe. Os objetivos do protagonista em governar esse centro de produção de cacau eram o de convencer o nomeado cônsul inglês de que não existiam escravos na colônia portuguesa e, mais difícil ainda, mostrar para os roceiros das ilhas que o trabalho forçado deveria ser abolido.

A forma com que o autor apresenta os contrastes entre a vida mundana na capital do Império e um longo exílio numa ilha isolada do mundo moderno prendeu minha atenção e definitivamente conseguiu me transportar para aquela época.

Além de se destacar pelo excelente conteúdo histórico, o livro é repleto de passagens em que o desejo, o amor e a traição vividas pelo protagonista puderam ser sentidas na minha própria pele!

Acho que vocês conseguiram perceber o quanto esse livro me encantou do começo ao fim e, por isso, recomendo a todos. Com certeza um dos melhores livros que já li!!

Tags: , ,
G.Plus Facebook

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentário:Leitura do mês | Equador

  1. clarisse

    Olà Bru,

    Muito bom gosto na escolha deste livro, tive prazer de ler a obra a ums anos, amei. Bjs

    • Bruna Pacífico

      Oi Clarisse,
      Adorei o livro também, ele é demais!!!
      Postarei mais uma dica de livro essa semana!
      Beijos
      Bru

• Assuntos Relacionados •