Há muito tempo não dava dicas de livros para vocês, achava que não fazia muito sucesso, mas já recebi alguns e-mails e comentários pedindo que eu voltasse com essa tag!

O livro que escolhi para esse retorno é uma autobiografia, chamada “Infiel”, que relata “a história de uma mulher que desafiou o islã”. Embora seja essa a descrição que esteja na capa do livro, posso dizer que a protagonista dessa história real, Ayaan Hirsi Ali, não desafiou apenas o islã, mas todas as dificuldades (e acreditem, foram muitas) que enfrentou desde sua infância. Ayaan, nascida na Somália, país africano marcado pela pobreza, conflitos entre clãs e governo corrupto, cresceu e foi criada com base na ideologia muçulmana em que a mulher é considerada inferior ao homem e sempre lhe deve submissão.

Aos 5 anos, Ayaan foi submetida à circuncisão feminina, procedimento cruel em que mutilam o órgão genital da mulher e depois o costuram, para que ela não possa sentir prazer. Posso dizer que essa foi uma das partes mais chocantes para mim… Depois, procurei saber mais sobre essa tradição horrorosa e descobri que, em média, 5 mil meninas sofrem isso diariamente!!! De acordo com a tradição da Somália, a mulher não circuncidada é considerada impura e será vítima de forte discriminação.

A Somália também era palco da ditadura repressora de Siad Barré, o que levou a família de Ayaan a fugir para a Arábia Saudita, depois para a Etiópia e por fim ao Quénia. Posso dizer que nessa sua intensa jornada, Ayaan vivenciou culturas e valores completamente opostos, o que a levou buscar no fundamentalismo islâmico um pouco de sua identidade. No entanto, não deixava de questionar a religião em relação as diferenças entre homens e mulheres. O que ela lia – escondido – sobre romances ocidentais parecia uma outra realidade para ela, em que o homem era gentil e agradava a mulher, em que sentir prazer sexual não era algo repugnante.

Após um casamento arranjado pelo seu pai, embora indesejado por ela, Ayaan fugiu para Europa, onde conheceu e se surpreendeu com o ideal ocidental de bem estar social. Para ela era inconcebível que um policial fosse atencioso ou que as mulheres saíssem descobertas nas ruas sem serem xingadas. Após esse choque cultural, Ayaan passa a questionar o islamismo ortodoxo, em especial no que se refere à discriminação da mulher. Em sua luta contra a inferioridade da mulher, ela foi alvo de gravíssimas ameaças de morte, tendo que conviver com o medo constante. Hoje, Ayaan foi considerada como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo!

É difícil demonstrar em tão poucas palavras a quantidade de coisas que essa guerreira passou e, por meio de sua biografia, tenta nos repassar. Recomendo muito esse livro, que nos mostra uma realidade inimaginável, mas que, infelizmente, acomete milhares de mulheres ao redor do mundo. Um lição de vida, uma vida para se insipirar!

Infiel

Tags: , ,
G.Plus Facebook

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 Comentário:Leitura do mês | Infiel

  1. Fe

    Bru, adorei!
    Beijos Fe.

    Para dicas e novidades:
    http://www.fesparkle.blogspot.com

  2. Ju

    Li esse livro há alguns anos, ele foi muito marcante pra mim… realmente é uma historia linda, posso lembrar de falas dela ate hoje. Adoro historias sobre a cultura islâmica e como o fanatismo pode trazer um estigma tão triste pra uma cultura. Ayaan é uma lutadora em um oceano, assim que eu a enxergo. Poderia ficar horas aqui fazendo elogios ao livro, pois realmente é meu livro favorito!
    bjus

    • Bru Pacífico

      Oi Ju,
      Adorei saber que também gostou do livro!
      Beijos
      Bru

  3. mary

    ótima critíca!=) Livro mt forte e interessante… Já tou
    aqui na net pesquisando onde comprar. Curti mesmo Coloque sempre
    dicas sobre livros interessantes. Beijos

    • Bru Pacífico

      Vale muito a pena Mary. Você vai adorar!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  4. Monica

    Ótima dica, Bruna!!! Esse livro é fascinante!! Serve de inspiração pra muita gente que passou por muita dificuldade ( pra nao dizer o pior) e mesmo assim continuou acreditando em si mesmo!!
    Bjo grande

  5. Luciana

    Gosto muito de dicas de literatura! Continue com o
    post!

    • Bru Pacífico

      Postarei todo mês Luciana!!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  6. Isabela

    Um dos meus livros preferidos.. Acho que deveria ser
    leitura obrigatória nas escolas. Você aprende sobre a cultura e
    percebe a força que ela tem. Inspirador!

  7. Karina Gomes Carvalho

    Adorei a indicação Bruna com certeza irei ler! que bom que
    voltou com a Tag, adoro! Beijos

    • Bru Pacífico

      Que bom que gostou da dica Karina!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  8. Karina

    Olá!! Essa é a primeira vez que comento em seu blog, mas sempre entro! Você é demais, não é um blog só sobre futilidades, essa tag de livros e o serviço aos animais mostra o quanto você se preocupa com o social!
    Na minha cidade (interiorzão, cidade com menos de 20mil hab) temos uma ong bem organizada, com serviços de castração e tratamento para quem não tem condições financeiras, além de repressão a maus tratos e abandono. Trabalho de formiguinha, mas o que é o oceano, senão um grande conjunto de gotas…
    Beijão… fica com Deus!!!

    • Bru Pacífico

      Oi Karina,
      Fico feliz de ler um comentário como o seu!
      Parabéns pela sua iniciativa! Que bom saber que faz a sua parte e ajuda os animais… Concordo com você, trabalho de formiguinha, mas um dia chegaremos lá!
      Obrigada pelo carinho!
      Beijos
      Bru

• Assuntos Relacionados •