Posse responsável

1 janeiro, 2012

São muitos os motivos  que levam alguém a adquirir um animal: presentear o filho, aplacar a solidão, seguir a moda, não resistir ao encanto que eles têm quando filhotes, compaixão e tantos outros. A aquisição de um animal deve ser decidida depois de muita reflexão, pois você  estará assumindo uma responsabilidade que pode durar de 12 a 15 anos.

O filho presenteado normalmente vê o animal como brinquedo.  Crianças cansam de seus brinquedos e costumam deixá-los de lado depois de um tempo e  nem sempre  conseguem compreender que o animal pode se ferir, sentir medo ou ficar assustado com abordagens mais agressivas. Portanto, dar animais como presente não é aconselhável.  A solidão pode ser aplacada sim, mas se algo mais interessante vem melhorar a solidão, o animal que antes era útil acaba ficando em segundo plano. O encanto do filhote  acaba pois eles chegam pequenos mas logo começam a crescer e crescem muito rápido.  Os cães precisam de passeios, de brinquedos para roer, de  horinha de sono, de água fresca, de alimento saudável, de vacinas, de visitas frequentes ao veterinário, de espaços limpos , arejados e adequados, de castração, de muita atenção , de um lugar legal para deixá-lo nas férias e feriados (época em que o numero de abandonados cresce muito) e principalmente precisam da companhia dos humanos:  ficar perto da família que  o trouxe para casa  é o que eles mais querem. Tratar um cão como se deve custa dinheiro, demanda tempo e principalmente disponibilidade afetiva. Por todos esses motivos é que precisamos pensar se estamos prontos para  assumir todas essas responsabilidades.

 

                                                                                                        por Luciana Pacífico


Tags: , , , ,
G.Plus Facebook

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

32 Comentário:Posse responsável

  1. Fernanda

    Adoro gente como você que é sensível e ama os animais, gostaria que no mundo tivesse bem mais pessoas assim, de que gosta de fazer o bem e não de judiar dos animais. Pois eu odeio gente sem coração que pensa que o animal não sente dor.
    MUITAS FELICIDADES PARA VOCÊ E QUE DEUS ILUMINE SEMPRE SEUS CAMINHOS.

    MAS EU SEI QUE VOCÊ JÁ É UMA ILUMINADA POR DEUS.

  2. Bru Pacífico

    Oi Fernanda,
    Faço o que posso por eles!!
    Obrigada pelo carinho e essas palavras de lindas!!
    Beijos
    Bru

  3. Geórgia

    Muito legal sua atitude, hoje em dia as pessoas estão cada vez mais se importando só com elas mesmas e esquecendo de tudo ao seu redor .É muito lindo esse seu trabalho, um orgulho pra sociedade, cuidar dos animais é muito lindo e acho muito importante as pessoas se concientizarem de que o animal não é um brinquedo que pode depois ser jogado fora, só porque da trabalho! parabéns pelo seu trabalho! continue sempre assim iluminada, beijão

  4. Celimara

    Admiro sua coragem, boa vontade e dedicação.Assim como vc
    amo os animais e também luto por eles,pois, não há no mundo um ser
    humano capaz de amar e se doar como um cão qdo convive conosco. Que
    Deus te inspire e dê forças para que cada vez mais vc ajude estas
    doces criaturas. Feliz 2013!!!!!!

  5. viviane

    Oi Luciana, gostei muito do seu artigo. Entendo bem o que vc disse, na minha casa seguimos bem esta regra. Pois tenho gatos e um cãozinho lindo. Eles não vivem no luxo, mas não abro mão de ração de qualidade, agua filtrada e uma caminha limpa para eles. As vacinas são em dia, banhos, com lembrete em celular e tudo… acho muito importante esse cuidado, afinal é uma vida em suas mãos.
    Fico indignada com os abandonos, mesmo os abandonos domiciliados, (aqueles que as pessoas acham que é só colocar ração e água e pronto), quando colocam né.
    Gostei do seu post quando vc diz “O que eles mais querem é a companhia dos seus donos”. Gostaria de saber se posso compartilhar esta postagem no meu Face? Abraço.

• Assuntos Relacionados •