Esta dica de hoje é para quem vai receber um novo membro peludo na família, seja ele um cão filhote ou adulto. Antes de qualquer coisa, vamos pensar como um! Imagine assim: 

“Você é um filhotinho fofo que vivia dentro de um canil, próximo de sua mãe e de seus diversos irmãozinhos. Também havia pessoas muito legais que cuidavam de você, davam comida e uma água fresquinha. Um lugar onde se sentia seguro e que conhecia de ponta a ponta. De repente, apareceram pessoas diferentes que você nunca tinha visto e te levaram embora, deixando para trás sua mãe e seus irmãos. Um tempo depois, você chega num lugar estranho e no meio de pessoas completamente desconhecidas. Cadê minha família?”

Parece assustador, não?! Depois desta cena, conseguimos entender por que alguns filhotes choram tanto nas primeiras noites. Entretanto, há diversas formas de transformar essa chegada em algo bem mais agradável, sem causar traumas para o peludo nem para você! 

Durante o dia:

Com o objetivo de fazer uma adaptação melhor, programe-se para buscar o animal em um dia que possa se dedicar bastante a ele, como um final de semana logo de manhã. Lembre-se que o cão recém chegado está ainda bastante inseguro com as mudanças e você precisará conquistar sua confiança. Aproveite este período também para começar a fazer treino de necessidades no lugar certo, com bastante tranquilidade e sem pressa. Já falamos sobre esse assunto AQUI!

O dia da chegada é especial, afinal o novo lar será apresentado ao cachorro, assim como todos os membros da nova família! Ele precisa explorar o ambiente e conhecer todos os cheiros e estímulos, com a devida supervisão. Não significa que ele terá acesso a casa inteira. As regras devem ser criadas e respeitadas pela família. Se uma das regras é não entrar no quarto, por exemplo, este treino deve ser ensinado ao peludo que ainda não sabe quais são os limites.

Determine o futuro local onde o cão dormirá e apresente este ambiente a ele. Fique bastante tempo com ele neste espaço, brinque, faça carinho e dê comida. Desta forma, o animal fará uma associação bastante positiva com o espaço.

Durante a noite:

É comum tutores deixarem seus filhotes sozinhos para dormir no local que foi estabelecido, logo nas primeiras noites, de forma definitiva. Nem sempre isso tem um resultado positivo. Afinal, como imaginamos no início do texto, ficar sozinho em um ambiente estranho é um tanto assustador e estressante, principalmente na primeira noite. O cão ainda está inseguro com as mudanças e precisa de um tempo para se adaptar à vida nova, por isso não o deixe isolado nas primeiras noites. Não há nenhum problema em deixá-lo dormir próximo à família. Alguns acham que o animal ficará mal acostumado, mas isso não tem nada a ver com educação. É só uma forma de ajudá-lo na adaptação sem causar traumas. O cachorro poderá dormir dentro do quarto e, por ter passado um dia todo na companhia de seus tutores, ele se sentirá mais seguro. Ele precisa antes de qualquer coisa de confiança!

Depois de alguns dias, o animal poderá dormir no local definido pela família. Não significa que ele não irá chorar, mas se ele já estiver bem familiarizado com o ambiente e com a sua caminha ajudará bastante.

Mais dicas:

Algumas dicas que podem ajudar seu peludo a ter um bom sono durante a noite:

  • Quando buscar o cão, traga algo do canil com o cheirinho da mãezinha dele. Isso ajuda a tranquilizar o filhote que está em um ambiente diferente. Se não tiver, pegue algum pedaço de tecido e peça para alguém do canil esfregá-lo na mãezinha e nos outros filhotes. Deixe este pedaço de pano para o filhote na casinha dele.
  • Brinque bastante com o cão antes de dormir. Assim ele terá um sono mais contínuo e dormirá melhor. Se ele já tiver recebido todas as vacinas, vale a pena um passeio também.
  • Deixe um rádio ligado em volume baixo. O peludo vai se distrair com os sons das vozes.
  • Associe a hora de dormir com algo bacana, por exemplo, dando um brinquedo de borracha recheável ou um biscoito. Com algumas repetições, ele vai aprender e adorar o comando “dormir”!

Está chorando, o que faço?

Paciência e persistência são fundamentais para este treino para não reforçar um comportamento indesejável.

Se você acordar ouvindo os chorinhos do seu cão, não lhe dê atenção neste momento. Espere pacientemente ele parar. Quando parar, dê um tempinho e vá visitá-lo (não faça festa para não agitá-lo, faça só um leve carinho e volte a dormir). E repita isso algumas vezes. Ele entenderá que não adianta chorar para você se aproximar. E também entenderá que a qualquer momento você pode aparecer.

Caso você apareça no momento do choro, o animal aprende rapidamente como chamar a sua atenção e ele se sentirá recompensado, pois tudo que ele mais queria naquele momento era sua presença.

Não há necessidade de usar bronca, basta ter paciência em ignorar o comportamento e seguir este treino rigorosamente no inicio. Esta etapa não é fácil, mas garanto que o esforço valerá a pena, pois será um treino de alguns dias que valerá para a vida toda!

Alguns tutores argumentam que não podem fazer este tipo de treino porque os vizinhos vão reclamar. Recomendo conversar abertamente com os vizinhos antes e explicar que o cão está em treinamento. 

Observação:

Somente adquira filhote a partir de 50 dias de vida. Pode parecer bobagem, mas este é um período extremamente importante para o filhote. Cada dia de convívio com sua mãe e com seus irmãos fará diferença para o resto da vida do animal. A própria mãe ensina limites aos filhotes, ensina o que é ser cachorro de verdade. Como eles também aprendem limites entre os irmãos através das brincadeiras.

Tags: , , , ,
G.Plus Facebook

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

38 Comentário:Primeiras noites em casa

  1. Cristina

    Muito bom ter essas informações! Adorei!

  2. Pimenta e Limão

    Você acredita que meu cachorro não chorou NADA nas primeiras noites? A gente deixou ele no nosso quarto e na terceira ele foi sozinho todo independente dormir na cozinha. A gente tentou manter assim durante um tempo mas moramos no rio ai começamos achar que não era justo ele não dormir no ar condicionado no verão e agora já viu, né? Ele dorme entre as nossas cabeças e acorda a gente para passear hahaha

    Pelo que o adestrador falou, ele é o líder da ninhada, com certeza isso deve ter ajudado…

    • Bru Pacífico

      Oi Fe,
      A Frida também era quietinha, mas sempre dormiu no meu quarto. No começo ela ficava no chão, depois de alguns dias chorava para subir na cama… Desde então a cama é mais dela do que minha haha.
      Beijos
      Bru

  3. Faby

    Ola Bruna!

    Amo suas dicas para os nossos filhinhos peludos, sao suuuuper bem vindas!
    Ja tenho um shitzuu macho, e ano que vem vamos adquirir uma femea tambem shitzuu, se puder qlq dia fazer um post sobre como devemos agir na chegada de um novo membro da familia, me sinto um pouco insegura, porque nao sei como o Billy (meu shitzu), ira reagir com o novo filhote femea!

    Obrigada!
    Bj

    • Bru Pacífico

      Oi Faby,
      Adorei a dica! Vou pedir para a Silvia escrever sobre isso.
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  4. Dani Gianelli

    Bruna, adorei as dicas! Vamos ter mais um membro peludo em casa e eu já estava tensa, pensando no que fazer para adapta´-la! Obrigada, suas dicas são muito valiosas!
    Bjos

    • Bru Pacífico

      Problema resolvido né Dani!?
      Depois me conta como foi!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  5. Fe

    Amei \ dica e tenho certeza que vai ajudar muitas mães de peludinhos de primeira viagem!!
    Beijos Fe.

    Para dicas e novidades: http://www.fesparkle.blogspot.com

    • Bru Pacífico

      Vai mesmo Fe! Eu queria ter lido esse post no dia que a Frida chegou em casa hehe.
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  6. Fabricia Generozo

    Bru,temos aqui em casa uma chow chow de 1 ano,de umas semanas pra cá ela tem ficado meio agressiva com estranhos ,avançando e latindo muuito, fiquei meio preocupada por que não somente ela mas os cães dessa raça nem são muito de latir… acho ela meio triste as vezes não brinca muito…o que pode ser??bjs

    • Bru Pacífico

      Oi Fabricia,
      Vocês passeiam bastante com ela? Ela gosta energia?? É preciso estimular que ela brinque com você e com os brinquedos. Compre um novo e convide ela para brincar com você!
      De qualquer forma vou pedir para a Silvia te ajudar!
      Beijos
      Bru

    • Silvia Sayuri

      Fabricia,
      Esta idade é uma fase um pouco complicada mesmo. É similar a nossa “adolescência” e alguns cães mudam o comportamento. Por isso, tem que dar um passo para trás e voltar a fazer um intensivão de socialização com pessoas e outros cães. Precisa fazer bastante passeio com ela, se estiver muito difícil por conta dos latidos, recomendo que use uma coleira chamada “gentle leader” ou coleira cabresto. Ela não machuca e fica bem mais fácil de controlar o cão (use a gentle leader + uma coleira por segurança, caso a cabresto arrebente). Mas não deixe de passear, ela precisa gastar energia e socializar também. Durante o passeio utilize petiscos assim que vir uma pessoa, antes dela latir, assim associaremos a aproximação com algo bom (esta é a técnica do reforço positivo).
      Apesar da dificuldade, não desista de treinar. É muito comum tutores questionarem a mudança de comportamento nesta idade. Sugiro acompanhamento de um profissional para avaliar a situação e te orientar direitinho.
      AUbraços!
      Silvia Sayuri

      • Fabricia Generozo

        oi Silvia, muuito obrigada pelas dicas vou tentar fazer direitinho esses passos ai com ela!! obrigada mesmo !! bjs

  7. Luana

    Adorei !!!

    Estou postando beauty tips e acessorios de Los Angeles,
    Take a look:

    http://www.thegavlaks.com

  8. Nádia

    Bru, muito obrigada! Dicas valiosas demais! Amo cada dia mais seu Blog!
    Beijo enorme e que Deus permita que vc continue esse trabalho lindíssimo que faz!

    • Bru Pacífico

      Oi Nádia,
      Adorei saber que gostou do post!
      Obrigada pelo carinho!
      Beijos
      Bru

  9. Paty

    Caramba… essas dicas vieram no dia certo… ia mesmo começar a pesquisar sobre isso…

    quero muito comprar uma yorkzinha logo, mas to achando melhor esperar pra dezembro, qdo pego férias… talvez não seja necessario? um final de semana caprichado ja ajuda a começar bem?

    e eu trabalho das 12 as 19, fico de manha em casa…

    • Bru Pacífico

      Oi Paty,
      Um final de semana já é o suficiente… Quando chegar dezembro vocês já vão estar grudadas hehe.
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  10. Aline Matoso

    Tenho a Sophia de 9 meses, no começo deixamos ela dormir dentro de casa, forramos jornais e deixávamos uma luz acessa colocamos também um rádio e deixamos ligado bem baixinho, ela chorou somente nos dois primeiros dias, após uns 15 dias colocamos ela para dormir na lavanderia na sua casinha foi o mesmo processo, até hoje a luz fica acessa apesar de ter livre acesso a todos os cômodos de casa ela sabe onde é o quartinho dela! 😀

    • Bru Pacífico

      Que fofa a Sophia Aline! Muito educadinha, né?!
      Beijos
      Bru

  11. Marina

    eu já não resisti e botei minhas filhas na cama comigo hahaha.

    • Bru Pacífico

      Fiz como você Marina! A Frida também dorme na minha cama… Delícia, né?!
      Beijos
      Bru

  12. Rafael Padovan Monte Alegre

    Prezada Bruna,

    Muito boa a sua iniciativa de divulgar informações tão importantes sobre os dogs.

    Acredito que realmente é importante dar ao peludo os comandos necessarios para que se possa ter um bom cão, treinado!

    Acredito que seria uma boa falar sobre a pratica regular de exercicios para os cães pricipalmente os de grande porte ja que podem ganhar sobrepeso e ter problemas cardiorespiratorios caso nao façam atividades ao ar livre regularmente com o dono ( mesmo se este mora em casa).

    Tenho um Golden Retriever chamado Charlie e ele esta muito bem, graças a informações que me passaram!

    Um grande abraço e muito sucesso

  13. Nathálie

    Meu Tobias, meu principezinho sempre dormiu comigo no quarto desde o início… Pq meu quarto era do lado de fora da casa. Agora mudamos de casa, e não tem mais o quarto do lado de fora, e meu pai não gosta que ele entre dentro de casa… No início foi difícil, mais ele já se acostumou, toda noite eu vou lá fora, pego ele no colo e falo: Agora vamos dormir! Coloco na caminha e falo boa noite e ele fica quietinho. Agora se não faço isso, ele chora e grita até eu ir até lá. rssss

    • Bru Pacífico

      Que fofo Nathálie, ele deve ser muito bonzinho!
      Beijos
      Bru

  14. Letícia

    Oi Bru, moro no maranhão e tenho uma maltes… Ela dormia na cozinha antes que fica no lado de fora da casa, mas agora nao conseguimos deixar ela dormir fora por conta do calor que só aumenta, agora ela dorme no quarto dos meu pais embaixo da cama ( ela só quer dormir la agora rs), nos primeiros dias ela estranhou bastante, mas hoje em dia é o xodó da casa e principalmente do meu pai

    • Bru Pacífico

      Oi Letícia,
      Que delícia, ela deve adorar!!
      Beijos
      Bru

  15. Patricia Fernanda

    Olá,
    Gostei do teu blog e amei a postagem. Quando adotei o meu em 2010 fiz quase tudo que você escreveu e o retorno que recebo é de muita alegria!!!
    Tchau 🙂

    • Bru Pacífico

      Oi Patricia,
      Primeiro adorei saber que adotou seu cachorro e segundo que gostou do post!
      Obrigada pelo carinho
      Beijos
      Bru

  16. Gabi

    Oi bru!Adorei a dica,só q meu poodle não para de chorar e n consigo dormir,então deichei ele na cozinha,ele começou a chorar mais depois não ouvi mais,eu fiz o certo??

  17. Valentina Aimi

    Olá Bru, adotei uma cachorrinha sem raça que tem 35 dias de vida. Ela está conosco há 5 dias e dormiu 4 dias no chão do meu quarto dentro de uma caixa de papelão e 1 dia na casinha que fica na sacada e onde ela passa a maior parte do tempo. Quando ela dorme no meu quarto, deixo a tv ligada e durante a noite ela acorda, fica andando pelo quarto, faz as necessidades no chão, brinca e fica embaixo da cama. A sacada fica no quarto dos meus pais e quando ela fica muito tempo no quarto, ela começa a bater na porta querendo voltar para a sacada. Sabes se já posso deixar ela dormir lá, apesar de ser inverno, coloco panos e cobertores para ela se aquecer, pois o dia inteiro ela passa na sacada ou ela é muito nova?

  18. jose carlos moreira rambo

    Ola Bru,
    Existem muitos cahorros abandonados na casa de um amigo, ele recolhe das ruas, tem e torno de 30 animais. Dentre os animais existia um de grande porte q ja havia sofrido muito, levou dois tiros, entre muitos outros traumas , ele nao foi aceito pelos demais e levou uma grande surra, apesar de ser dociu e carinhoso.
    A história do cão me comoveu, e resolvi adotalo, mandamos castrar e durante a cirurgia achamos um tumor. Ainda isso o coitado vai ter q enfrentar.
    Gostaria de ajuda, ele nao late, só chora.
    Percebe se q nao é de dor.
    Desde já agradeço!
    Abcs.

  19. Dayvid

    Eu preciso de ajuda estou com um filhote de um mês e quero que ele durma dentro da caixa de papelão bem forrada e com uma caminha dentro, mas ele faz um desespero pra sair, durante a noite eu não posso deixar ele na varanda por causa do gato da vizinha que é no mesmo quintal, e dentro de casa não posso soltar Durante a noite pois minha esposa não gosta de cachorro dentro de casa, por favor me ajude como posso fazer…? Aguardo uma resposta urgente.

  20. Diana ferla

    Preciso de ajuda. Estou sofrendo muito. Tenho uma cachorra que já tem 8 anos. Até 1 mês atrás eu morava com meus pais. Agora casei e me mudei para outro apartamento. Tentei trazer a Laika comigo mas ela não quer ficar no novo lar. Fica emburada em um canto boa casa. Pareece que chora. Meus pais acostumaram deixar ela dormir em baixo da cama deles. Aqui não temos isso. Trouxe a caminha dela e pus no quarto para ela dormira. Ela fica mas o tempo todo inquieta. Oque faço. Acabei levando ela de volta com meus pais mas quero que ela fique comigo. Preciso de ajuda

  21. Patricia

    Adotei um cachorro de 4 anos. ele ja foi abandonado 2 vezes, então é mto carente….
    tenho um cachorro e um gato. Na hora de dormir, mesmo ele estando com os outros dois é a maior choradeira e qdo fica sozinho, parece que passou um furacao.
    os outros 2 são bem tranquilos e estão mto acostumados.
    O que eu faço???

• Assuntos Relacionados •