Profissionais polivalentes são resultado da cobrança e do frenetismo do século XXI. O mundo de hoje requer diplomas, viagens, muitas línguas e acima de tudo jogo de cintura.

No mundo da arte, um personagem intrigante e diga-se de passagem muito bem sucedido é Hans Ulricht Obrist. Não há nesse universo quem não o conheça. Trata-se de um curador, critico, historiador e mais vários outros adjetivos aos quais este homem faz jus.

Nascido em 1968 em Zurique, sua saga nas artes começou aos 17 anos, quando comprou um passe para viajar escondido dos pais por toda a Europa. Com bloquinho e caneta na mão, ele telefonava para artistas já renomados e perguntava se eles poderiam lhe conceder entrevistas. Pouco depois, aos 23 anos, chamou atenção da crítica com a exposição “World Soup”, que montou na cozinha de sua casa com artistas como Christian Boltanski e a dupla Peter Fischli & David Weiss.

Entre diversos postos e muitas exposições curadas, Hans foi diretor do Musée National d’Art Moderne de Paris por vários anos e desde 2006 é co-diretor e curador da Serpentine Gallery, dentro do Hyde Park em Londres.

Dentre alguns dos projetos audaciosos de Obrist esta o projeto Interview, livro de dois volumes de entrevistas realizadas desde os anos 90 com 69 artistas, arquitetos, escritores e cientistas de peso da atualidade. Além da peça artsy ll Tempo del Postino feita para o Manchester Film Festival de 2007 em que foi co-curador com Philippe Parreno.

Ainda no mesmo ano, Hans resolveu entrevistar o arquiteto Rem Koolhas durante 24 horas. O material foi a primeira edição da serie Marathon em que outros expoentes corajosos de arte e arquitetura suportaram um dia inteiro de entrevista.

Hans é um daqueles caras movidos a muitas xícaras de café e poucas horas de sono. Uma prova disso é outro projeto de Hans, The Brutally Early Club, reunião despretensiosa que acontece as 6h30 da manhã em cafés de Londres, Paris e Nova York com entusiastas que madrugam para discutir arte e arquitetura.

Segundo o próprio, aonde ele mais trabalha é no avião. E é fácil de acreditar. Mesmo se  dividindo entre seus dois apartamentos em Londres e Berlim, ele ainda arruma tempo para outras tarefas. A que mais nos interessa é a exposição que Hans está curando no Brasil. Como já é de sua pratica criar exposições em lugares íntimos ou digamos improváveis, a escolhida é a casa da arquiteta Lina Bo Bardi em São Paulo.

Responsável pelo projeto do MASP, Lina Bo Bardi viveu durante quarenta anos em uma casa de sua autoria no Morumbi que hoje é patrimônio histórico. Ali, Hans Ulricht Obrist e o arquiteto Rem Koolhas convidarão 30 artistas para intervir. Dentro dos nomes sondados Cildo Meireles, Douglas Gordon, Ernesto Neto e Dominique Gonzalez-Foerster.

O senhor faz tudo no mundo da arte é prova viva de que querer é poder.

Tags: , , ,
G.Plus Facebook

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 Comentário:Um Personagem Contemporâneo

  1. Maria Emília

    Que interessante a história desse homem. Nos mostra que precisamos cada vez mais correr atrás de sonhos para ganharmos conquistas.

    • Bruna Pacífico

      Oi Maria,
      Adorei conhecer ele também, uma vida muito curiosa e cheia de conquistas interessantes né?
      Beijos
      Bru

  2. César Tralli

    Cara bruna,

    Fiquei muito bem impressionado com a qualidade do blog.
    Desejo todo sucesso do mundo.
    Sei dos seus valores pela educação maravilhosa que recebeu de seus pais.
    Então, faça do blog esse exercício diário de ética e respeito aos seus consumidores/internautas/fãs..
    Beijo grande
    César

    • Bruna Pacífico

      Oi César,
      Sua opinião é muito importante para mim. Você é um profissional extremamente competente e que faz muito sucesso.
      Muito obrigada pelo apoio e carinho
      Beijos
      Bru

  3. Roberta

    Bruna adorei a matéria! Não conhecia esse personagem do mundo da arte…vou agora incui-lo nas minhas pesquisas! Seu blog é muito interessante. E João Paulo é um ótimo colunista! Beijos e parabéns!

    • Bruna Pacífico

      Oi Roberta,
      Também achei muito interessante a vida dele. O J.P é um grande conhecedor de arte, todos os posts dele são demais!
      Que bom que gostou!!
      Obrigada
      Beijos
      Bru

  4. Isabella

    Incrível JP! Amei!
    Continue sempre escrevendo deliciosas matérias…

    beijo de uma fã.

    • Bru Pacífico

      Os posts dele são demais né Isabella?
      Também sou fã dele!
      Beijos
      Bru

• Assuntos Relacionados •